Logo do blog

Logo do blog

publicidade5

publicidade5

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Taxa de mortalidade em Búzios cresceu 177% durante a gestão de Dr. André

Hospital Municipal Rodolfo Perissé

Quando o Prefeito Mirinho Braga deixou o governo em 2012, a taxa de mortalidade de Búzios era de 2,64, com 27 óbitos. Durante a última gestão André (2013-2016), a taxa aumentou em 2013 para 3,88, com 35 óbitos. No ano seguinte, 2014, ela foi praticamente a mesma, 3,89 em 2014, com 42 óbitos. Já em 2015, a taxa de mortalidade dá um salto para 6,11, com 50 óbitos. No ano passado, apesar de termos dados disponíveis apenas até junho de 2016, houve uma explosão da taxa, alcançando o valor de 7,33 com 33 óbitos.

Dados:

2011 - 34 mortes - taxa de mortalidade = 3,58 
2012 - 27                                                   2,64
2013 - 35                                                   3,88
2014 - 42                                                   3,89
2015 - 50                                                   6,11
2016 (até junho) – 33 mortes – taxa de mortalidade = 7,33  

Para se ter uma ideia da gravidade desse índice de 7,33 alcançado em 2016, o estado do Rio em 2015 teve, segundo o jornal O Globo, "a maior taxa de mortalidade registrada no Sistema Único de Saúde (SUS) desde 1984, início da série histórica do Sistema de Informações Hospitalares do SUS. Num período de 31 anos, o estado liderou as indesejáveis estatísticas em 30". Enquanto a taxa média nacional em 2015 foi de 4,20, a do Rio ficou em 6,57. De 2008 a 2015, o crescimento médio do índice no Brasil foi de 28%; o do Rio de 46,3%. 

No ano passado, até junho, a taxa de mortalidade de Búzios era a maior da Região dos Lagos. Rio das Ostras vem em segundo lugar, com índice 6,28. Seguem: Cabo Frio, 4,57 (225 mortes); Araruama, 5,67 (86 mortes); e Arraial do Cabo , 6,05 (46 mortes). Iguaba e São Pedro não têm dados disponíveis para esse período.  

Taxa de mortalidade:  é calculada dividindo-se a quantidade de óbitos e o número de AIH aprovadas, computadas como internações, no período, multiplicada por 100. Ou seja, de cada 100 pessoas que foram internadas no hospital de Búzios em 2015  6,11 morreram. 

Óbitos: Quantidade de internações que tiveram alta por óbito, nas AIH aprovadas no período. 

Fonte: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih/cnv/nirj.def

Comentários no Facebook:





Pq sera???? n falta remedios, nem exames nem hospital...esta tudo as mil maravilhas.....

Eliane Teixeira Mussi Dentro dessa formalização estatística só faltou a causa mortis. Pois, das duas uma: Ou temos uma população mto idosa ou uma grave deficiência do sistema(...)

Ip Buzios Posso publicar a causa mortis, a idade, sexo, cor. Boa ideia, vou pesquisar isso.