Logo do blog

Logo do blog

publicidade5

publicidade5

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Se ficar, o bicho come; se correr, o bicho pega

Construção irregular em topo de morro, foto do facebook de primotour

Os sucessivos governos de Búzios, desde a emancipação, sempre foram dominados por uma fração da especulação imobiliária. Nos dois primeiros governos de Mirinho (1997-2004), a pequena especulação imobiliária dominava. Basta dar uma passadinha no canto direito de Geribá pra ver o estrago que ela fez na área. 

No governo Toninho (2005-2008). a grande especulação imobiliária deitou e rolou. Seu representante maior- Otavinho- chegou a acumular as secretarias de Planejamento e Meio Ambiente. Pintou e bordou tanto, que teve que ser afastado do cargo pela Justiça de Búzios. 

Mirinho, que teve seu terceiro mandato  viabilizado pela pequena especulação imobiliária, foi obrigado a permitir que se espalhasse casas geminadas (pombais) pela Península toda. Como presente lhe foi oferecida a principal secretaria do seu governo- a Chefia do Gabinete de Planejamento Orçamento e Gestão.    

No primeiro governo André (2013-2016), a grande especulação retorna ao poder. Mesmo derrotado nas eleições- era candidato a vice na chapa de Evandro- Otavinho  conseguiu emplacar seus pupilos nas pastas de Urbanismo e Planejamento. Neste novo governo André (2017-2020),  a grande especulação- maior doadora de sua campanha- volta com todas as suas forças para ocupar topos de morros e costões rochosos remanescentes.

Quando será que teremos um gestor preocupado com a preservação do meio ambiente de Búzios, que não dê guarida à especulação imobiliária. Ou, quando será que teremos, pelo menos, um vereador ambientalista que lute pra preservar o pouco que nos restou.

Comentários no Facebook:
Ricardo Guterres Essa licença custou exatos R$ 1,800,000,00.......
Andreia Buzios Estão destruindo Búzios 
  
Laci Coutinho Pelo andar da carruagem, quando esse aparecer não teremos mais nada a preservar! Só acho!
Orlando Joaquim Cadê a secretaria do meio ambiente Estadual??? Cadê o MP???????? Isso tem que sair no JN ou no Fantástico, crime super ambiental!!!!