Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Eleição de presidente da Câmara de Vereadores de Búzios

Vereador Leandro, foto TSE
Amanhã, dia 1º, teremos, no Hotel Atlântico, às 17:00 horas, eleição para presidente da Câmara de Vereadores de Armação dos Búzios para o biênio 2013-2014. Tudo indica- se não tivermos surpresas, e, em Búzios, costumam acontecer algumas- que a disputa se dará entre os vereadores Henrique Gomes e Leandro. Segundo o que diz a imprensa buziana, Henrique seria o candidato do empresário Nelson Belloti e do ex-prefeito Mirinho Braga. Depois de derrotado pra prefeito, Mirinho tentaria, através da presidência da Camara, manter uma  parcela do Poder da Cidade com seu grupo político. Fala-se até em, caso Henrique vença, arrumar boquinhas na Câmara para seu ex-chefe de gabinete,Mika, ex-secretário de finanças, Carlinhos,  e ex-controlador, André. 

Já o vereador Leandro receberia o apoio de determinada fração do setor imobiliário. Segundo o jornal O Perú Molhado, um ex-secretário- e ex-presidiário- do governo Mirinho, estaria "articulando na península" a candidatura de Leandro à presidência da Câmara e que quarenta panetones estariam "sendo entregues a alguns vereadores para serem degustados durante a votação" (OPM, 22/12/12). Estaremos pra ver! 

Henrique contaria como certos os votos de Messias, Joice, Gugu de Nair e o dele. Felipe e Lorram, ambos vereadores eleitos pelo PDT, a princípio não votariam nele, mas parece que foram enquadrados por Mirinho- chefão do partido em Búzios. Não se sabe como votarão Uriel e Jefferson, vereadores eleitos pelo partido do prefeito, PSC. Acreditando-se que votem na candidatura "dissidente" de Leandro, de nada adiantará porque ainda assim este continuará precisando de mais dois votos. Ou seja, os votos de Felipe e Lorram poderão decidir a eleição. 

Felizmente- agradecimentos ao ex-vereador Adilson da Rasa- a votação para presidente da Câmara em Búzios é aberta, o que dificulta bastante a possibilidade de traição. Mas os tais dos "panetones" do Perú podem fazer a diferença. Depende do número e qualidade deles. É sempre bom lembrar que Henrique já perdeu uma eleição que considerava ganha. Foi em 2006, quando, estranhamente, surgiu como candidato de Nani-governo Toninho Branco. Traído por Messias, perdeu para Genilson. Outra coisa que pode favorecer Leandro: o critério de votação. Como o regimento da Casa é omisso, cabe ao presidente da sessão- o vereador mais votado, no caso o próprio Leandro- estabelecer a ordem de votação. Definindo que a votação se dará do menos votado para o mais votado, poderá definir a eleição caso ela esteja empatada em 4 a 4 quando for votar.        

Vereador Henrique Gomes, foto TSE
Eleito, com minoria na Câmara de Vereadores, existe uma forma do prefeito não ficar nas mãos dos vereadores. Basta criar sub-prefeituras nos principais bairros. Não precisa de mais do que oito: Rasa, Manguinhos, Centro, Geribá, Cem Braças, São José, Tucuns e José Gonçalves. Com esses sub-prefeitos, faria ligação direta com a população. Qualquer votação de interesse do povo buziano, ele seria mobilizado pra encher a Câmara e olhar olho no olho dos vereadores. Vereador em Búzios (tem raríssimas exceções, é claro)  morre de medo do povão. 

Experiências deste tipo já foram feitas por prefeitos em situação semelhante. César Maia no Rio, Jaime Lerner em Curitiba e Erundina em SP. Basta Dr. André aprender com elas. Caso contrário, a Câmara de Vereadores de Búzios vai virar um grande balcão de negócios. Pequeno (com raríssimas exceções, claro), já é!  

Comentários no Facebook:  

  • Niura Pereira Que notícia terrível..ruim de qualquer maneira!!!!