Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Dr. Marcelo Bretas autorize o olho no olho de Cabral com o povo do Rio

"Autorize o 'olho no olho' de Sérgio Cabral com essa população sofrida", foto jb




Carta aberta ao juiz Marcelo Bretas 

Autorize o "olho no olho" de Cabral com o povo desempregado do Rio

"Não somos autorizados a isso, mas temos a certeza de que a população do Rio de Janeiro agradece por todas as providências tomadas por Vossa Excelência, juiz Marcelo Bretas, contra os ladrões do estado, responsáveis diretos pelo desrespeito no processo hierárquico que hoje os servidores do Rio são quase obrigados a ter. Não recebem salários, são tratados como animais e sabem que as autoridades maiores e o ex-governador tinham no entorno deles uma quadrilha diretamente responsável pela falência do estado.

Participaram, segundo delatores - também delinquentes -, de todos os negócios sujos que, na administração desse senhor, foram feitos. E ainda participavam dos negócios sujos em áreas do governo federal. 

No Rio, balas perdidas matam crianças antes mesmo de elas nascerem. Matam fetos por responsabilidade desse ex-governador e sua quadrilha que descaradamente não assaltavam os cofres públicos, sequer deixavam que o dinheiro entrasse lá, pois roubavam antes, como meliantes de estrada.

O que se pergunta, Vossa Excelência, mesmo tendo que agradecer por sua atuação, é como esses delinquentes estão respondendo a processo por corrupção, algumas já constatadas e comprovadas, e continuam conseguindo pagar suas contas de gastos de luxo. 

Consta que Sérgio Cabral tem dois apartamentos no mesmo prédio. Como é um edifício de superluxo, onde residem apenas cinco famílias, o condomínio não pode ser inferior a uns 40 salários mínimos. Sendo que os apartamentos desse senhor são os maiores, e a média do metro quadrado deve dar a ele uma parcela de condomínio maior que para os outros.
Como se não bastasse, eles ainda pagam pela manutenção dos carros de luxo, pelos motoristas, empregados... Que movimentação de dinheiro é essa? 

Temos que fazer mais uma observação: o povo do Rio, por sugestão do próprio Cabral, quer ter um "olho no olho" com o ex-governador. Autorize que ele venha à praça pública fazer um "olho no olho" com todos os desempregados, todas as famílias que não podem pagar escola, saúde dos próprios filhos, moradia, comida... Mande ele vir fazer um "olho no olho" com os empresários que fecharam as portas pela falência do Rio. Mas quando ele vier fazer o "olho no olho", não deixe de autorizar que seus ex-secretários - principalmente da Saúde e aqueles que ainda não foram presos, que foram os grandes organizadores jurídicos dessa quadrilha que se instalou para a desgraça da Cidade Maravilhosa e do Estado Maravilhoso -, venham também.

Os 7 a 1 da Alemanha, na Copa do Mundo dos estádios superfaturados, eram um prenúncio da catástrofe que se instalava no país não só no futebol, mas também nos cofres públicos. Autorize, Vossa Excelência, o "olho no olho", mas não entre delinquentes. Autorize o "olho no olho" entre essa população sofrida e aqueles ratos que contaminaram e destruíram o nosso estado.


Fonte: "jb"