Logo do blog

Logo do blog

publicidade5

publicidade5

sábado, 27 de maio de 2017

Quanto o senhor ganha Prefeito? Tem que publicar. É Lei!!!

Há menos de dois anos nenhum dos seis municípios da Região dos Lagos publicava a folha de pagamento da Prefeitura. Muito menos os salários dos prefeitos. Hoje, avançamos um pouco, e dois municípios já a publicam. São eles: São Pedro da Aldeia- o município mais transparente da região- e Araruama. Prefeitos retrógrados ainda insistem na tese de sigilo, como se o povo- aquele que paga seus salários- não tivesse o direito de saber quanto ganha cada servidor público. Felizmente, não conseguem impedir o avanço da marcha da transparência. 

O mesmo pode ser dito dos salários dos presidentes das Câmaras de Vereadores da região. Nenhuma delas publica a folha de pagamento em seu portal da transparência. Duas câmaras-  Arraial do Cabo e Araruama-, absurdo dos absurdos, nem mesmo sites possuem!!! A de Búzios- que possui o site mais transparente- disponibiliza apenas a relação nominal dos funcionários. Nada de salários.

Como diz o grande Aires Brito o melhor detergente é a luz do sol.

O salário da prefeita de Araruama pode ser encontrado no link: 

Salário de janeiro de 2017 da Prefeita de Araruama Lívia de Chiquinho

O salário do prefeito de São Pedro da Aldeia pode ser encontrado no link:


Salário de abril de 2017 do Prefeito de São Pedro da Aldeia Chumbinho


 Comentários no Facebook:
Givago Vargas Neste valor não estão incluídos as obras superfaturadas, desvios de dinheiro da saúde e da educação (fora outros), o mecreté de licitação fajuta, a grana para aprovar construções irregulares (condomínios, pousadas e etc), os contratos forjados, "radares", fraudes em merendas escolares e o q mais tu imaginar, fraude no......., a........ e o........, a......... e etc, etc, etc, etc, etc, etc?

Ernesto Medeiros Uns R$ 11 mil, já com descontos. Incluindo subsídios + vencimento de concursado ? Será? Quem dar mais? Rsrs ... Considera-se - 20% do pobre decreto.

Ernesto Medeiros Consta do link acima : " Na petição às folhas supracitadas, a municipalidade ré alega que a disponibilização de
informações, entre outras atinentes à remuneração de seus servidores, atentaria contra a privacidade
destes. Alegou, porém, que teria realizado as devidas correções em seu sítio, permitindo o acesso a
todas as outras informações exigidas pela legislação em comento.
" " Porém, por derradeira vez, o MPF realizou novos testes junto à página eletrônica e
confirmou que diversas informações não estão disponíveis, como o fato de que consta informação de
receita apenas de abril de 2014 e março de 2014, quando deveriam ser informados, no mínimo, os
últimos 6 meses. Em relação à informação sobre o orçamento anual, constam arquivos com zero
quilobites, ou seja, a informação aparenta estar lá, porém é inacessível. As informações sobre
liquidação e pagamento, também, não estão disponibilizadas. Por fim, as informações sobre a
remuneração e pagamento de diárias e passagens não estão, igualmente, disponíveis para qualquer
cidadão obter tais dados. "