Logo do blog

Logo do blog

publicidade5

publicidade5

domingo, 30 de outubro de 2016

Era necessário mesmo fechar o hospital de Búzios?

Minha avó me dizia que a mentira tem pernas curtas. Hoje, na era da internet, se a mentira ainda preserva as pernas, elas devem estar curtíssimas. 

Vejam uma possível mentira do governo municipal que eu acredito ter descoberto após uma simples pesquisa no site DATASUS (tabnet.datasus.net)! 

Em 2012, ainda no governo Mirinho Braga, foram aprovadas 842  AIHs- autorizações de internações hospitalares- no Hospital Municipal Rodolpho Perissé resultantes de atendimentos de emergências. No ano seguinte, primeiro ano de governo André, o número de AIHs caiu drasticamente para 664. Em 2014, 767, e, em 2015, para 701. Portanto, não houve aumento do número de autorizações no governo André. Do ano corrente, temos dados apenas até o mês de abril. Mas se compararmos o período janeiro-abril deste ano com o do ano passado, verificaremos que o número de autorizações são muito próximos: 248 neste ano e 271 em 2015.

Mesmo considerando os atendimentos não emergenciais, ou seja, os atendimentos ambulatoriais corriqueiros realizados nos vários órgãos de saúde do município, aqueles que o município pretende negar aos não residentes, não houve nenhum aumento absurdo deste tipo de atendimento na gestão atual do prefeito André que justifique o fechamento do Hospital. Pelo contrário, houve redução em relação ao ano passado.   Da produção ambulatorial deste ano temos dados apenas relativos ao primeiro semestre, de janeiro a junho. Se a compararmos com a produção do ano passado relativa ao mesmo período teremos um redução drástica, de mais de um terço: 336.534 atendimentos em 2015 contra 108.923 neste ano.  

Considerando o número de consultas anuais por habitante chegamos a 10,97 em 2015 muito próxima da de 2013, que foi de 10,31. Entretanto, em 2011, durante a gestão Mirinho, o número de consultas anuais por habitante chegou a 26,46. 

Logo, descoberta a falsa justificativa para o fechamento do Hospital, resta especular pelos reais motivos que levaram o Prefeito a fechar o Hospital. Possivelmente má gestão. Quem sabe? Ou possíveis desvios de recursos?  Quem sabe? Ou as duas coisas juntas. Quem sabe? Búzios é o município da região que mais gasta com serviços terceirizados de saúde: 24,86% da despesa total de saúde em 2014. Sugiro que o Prefeito faça uma auditoria, porque os dados do DATASUS não mentem jamais. 

Vejamos. Somos o município da Região dos Lagos que mais gasta proporcionalmente com Saúde. Gastamos em 2015 R$ 53,263 milhões. São R$ 1.714,49 por habitante. Da receita própria gastamos R$ 27,770 milhões, o que representa R$ 893,88 por habitante. Mas em 2012, no governo Mirinho, apesar de gastarmos menos em termos absolutos, R$ 48,150 milhões, gastávamos mais de recursos próprios, R$ 28,766 milhões e, consequentemente por habitante: R$ 992,86. 

Tem algo de muito errado nessa história. Tanto que o hospital só foi fechado "estrategicamente" depois da eleição.

Comentários no Facebook:
Laci Coutinho Tem algo, sabemos que tem tudo errado nessa administração! A começar pela conivência dos moradores com todos os absurdos que vemos desde o início!

Marcos Silva É muito "planejamento". E para piorar remanejam o único servidor de carreira devidamente capacitado e com acumulação de know-how em faturamento (leia-se retorno de recursos despendidos nos serviços) para atuar como recepcionista no "novo" Pronto-Socorro. Se alegam problemas financeiros, com medidas como essas podem piorar ainda mais a situação.

Ernesto Medeiros Olhem quanta grana receberam à maior, na gestão deles, oriunda do FSN? : Repasses 2013 - 2016 .

Ernesto Medeiros Repasses detalhado somente 2016 :

Ernesto Medeiros Vejam, quanta era o repasse na gestão anterior : 2009 - 2012.

Marcos Silva Relatório Resumido da Execução Orçamentária. Comparativo 2015 e 2016.