Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

sábado, 21 de março de 2015

Quem é Nelson Belotti 2?



Documentos  apreendidos pela Polícia Federal e anexados nas investigações em fevereiro revelam uma série de empréstimos entre a CSA Project Finance Ltda, empresa de fachada do doleiro, com Nelson Luiz Belloti sócio da Ellobras Infra-Estrutura e Participações. As transações somam R$ 929 mil e ocorreram durante o período de licitação da Usina, entre 2007 e 2008.(Jornal de Luiziânia).

No dia 3 de Dezembro de 2012 publiquei o post " Quem é Nelson Belotti?" indagando sobre essa desconhecida figura- até então- do mundo político buziano que, segundo o jornal Primeira Hora, reuniu em sua  mansão na Ferradurinha o Prefeito Dr André, e todos os vereadores logo após as eleições de 2012. O jornal também fala que Belotti estava apoiando  o vereador Henrique Gomes na disputa para a presidencia da Câmara de Vereadores de Búzios pare o biênio 2013-2014. Sabe-se também que o Senhor Nelson Belotti é detentor do título de Cidadão  Buziano, que lhe foi concedido  por iniciativa da vereadora Joice. 

Para que os cidadãos buzianos se informem sobre os personagens políticos da cidade, independente dos seus niveis de participação, publico a seguir matéria do jornal O Globo de hoje (21), página 6:

"Os investigadores da Força Tarefa da Operação Lava-Jato encontraram novos indícios que reforçam as suspeitas de que o doleiro Alberto Youssef, um dos principais operadores do esquema de corrupção na Petrobras, foi sócio oculto da estatal em uma de suas subsidiárias, a BR.


O doleiro controlaria duas empresas indiretamente, a Ellobras e a Genpower, sócias da Petrobras no consórcio da Usina Termelétrica Suape II, em Pernambuco. A usina começou a ser erguida em 2008 e ficou pronta em 2013, após R$ 600 milhões de investimentos, feitos por um consórcio formado pela BR, pelas duas empresas, pela MPE Montagens e Projetos Especiais e pela a Genren.


Documentos apreendidos pela Polícia Federal revelam uma série de empréstimos de Nelson Luiz Belotti, sócio da Ellobras, para a CSA Project Finance Ltda, empresa de fachada do doleiro. As transações somam R$ 929 mil e ocorreram durante a licitação da Usina. O doleiro teria intermediado a venda da participação das duas empresas do consórcio. Um negócio de R$ 35 milhões.


Os investigadores suspeitam que a Ellobras e a Genpower são controladas pela CSA. As duas tinham 40% das cotas do consórcio. As outras três tinham 20%, cada, incluindo a BR".

esclarecimento-imprensa-notebook.jpgLeia o esclarecimento divulgado pela subsidiária Petrobras Distribuidora sobre o empreendimento termelétrico Energética SUAPE II S. A. em 3/8/2014 quando pela primeira vez se falou de um possível sociedade da BR com a CSA de Youssef:

"A Petrobras Distribuidora (BR) nega veementemente que houve qualquer relação comercial com o Sr. Alberto Youssef ou com a Empresa CSA Project Finance, seja diretamente ou por meio das empresas Ellobras Infra-Estrutura e Participações Ltda (Ellobras) e Genpower Energy Participações Ltda (Genpower), estas últimas duas empresas, sócias do empreendimento termelétrico Energética SUAPE II S. A. (Suape II), vencedor do Leilão de Energia Nova – LEN A-5 de 2007, ocorrido em 16/10/2007. Os outros três sócios de Suape II, na época de sua constituição, eram as empresas Genrent Participações Ltda (Genrent) e MPE Montagens e Projetos Especiais S. A. (MPE), além da BR, todos com 20% de participação acionária. A Petrobras informa que desde a criação da empresa, em 22/01/2008 até hoje, permanecemos com a mesma participação acionária de 20%.

Na constituição da empresa Suape II, em 22/01/2008, os sócios da Ellobras eram o Sr. Nelson Luiz Belotti dos Santos (90%) e a Sra. Selma Regina Fuks (10%). A Genpower tinha como sócios o Sr. Marcos Antonio Grecco (99,927%) e o Sr. Fabio Oliveira Grecco (0,073%), informações que podem ser comprovadas no parecer nº 06369/2008/RJ, de 17/06/2008, da Secretaria de Acompanhamento Econômico do MF, na ocasião de solicitação de aprovação de ato de concentração pelo CADE. Portanto, desconhecemos haver qualquer relação da Ellobras e Genpower, nesse negócio da termelétrica Suape II, com a empresa CSA Project Finance, relacionada ao Sr. Alberto Youssef, conforme publicado na Folha de São Paulo, em 02/08/2014.

A estratégia da BR se constituía na participação minoritária em empreendimentos de geração de energia elétrica, com o objetivo principal de fornecer combustível, por um período de longo prazo, garantindo assim a colocação dos seus produtos no mercado, uma vez que o óleo combustível estava sendo continuamente deslocado pelo Gás Natural, principalmente no segmento industrial. Assim, a BR buscou parceiros com competência em implantação de projetos de geração termelétrica, complementando a experiência da BR como fornecedora de combustível."