Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

A que se destina a CPI dos BOs?

Parece que para o vereador Felipe Lopes a CPI dos BOs destina-se, unica e exclusivamente, a "desmascarar" o secretário "mascarado" Claudio Mendonça (veja o link "facebook"). Quem assiste o vídeo sai convencido que o vereador não está preocupado com a possibilidade de 22 pregões presenciais não terem sido realizados. Com todas as consequências que daí podem advir para as finanças da cidade. A única preocupação é com o secretário e um ou outro  pregão da secretaria de educação! A coisa é tão descaradamente unilateral que quando afirma que o secretário chama todo mundo em Búzios de "analfabeto, ignorante e burro" não cita o seu (do secretário) interlocutor. Vejam a transcrição do diálogo que se deu no Facebook:
        
Claudio Mendonça
Mas em termos práticos que estou em horário de expediente. Qual seria o tal famigerado produto que tem sua qualidade suspeitada por algum nobre edil de nossa preclara Câmara Municipal? Poderia fazer a caridade de exemplificar para que eu possa tomar as enérgicas providências. Eu sempre gosto de conversar com você por que é um homem letrado. Há ocasiões em que sinto vontade de pegar uma lanterna e sair andando em busca...
      
Ruy Borba
é arriscado. Não teríamos muitas luzes capaz de encontrar um.

Por que será que o vereador não ficou ofendido com a fala do segundo personagem? Ele também não está corroborando o que o secretário de educação diz?

Além de também chamar  todo mundo em Búzios de "analfabeto, ignorante e burro", em certa ocasião, numa discussão no Facebook com o vereador Messias, o qualificou- assim como a todos os buzianos- de covarde. Transcrevo a seguir a postagem do Facebook do vereador Messias a respeito de um suposto "Poder Paralelo" que estaria sendo articulado na Cidade após a derrota de Mirinho.

Messias
“Noticiante local, de final de semana, estabelece comparações entre ações dos governos anteriores e do atual, sugerindo “desvios” que agora contariam com a cumplicidade/omissão do MP, do Judiciário e de ONG’s. Em tempos de embargos de obras, não seria mais adequado se sugerir, na intenção do noticiante, o “desvio” do foco? Ora, o cenário atual deixa claro que o atual Prefeito esta cercado, por dentro, pelos interesses de remanescentes de um governo derrotado e, por fora e na atual conjuntura política, via Poder “paralelo”, pelos interesses de “encostados” no outro governo, também derrotado recentemente. Se referindo aos “desvios”, o noticiante afirma que ”MP e Judiciário assistem a tudo, até agora, calados”. Mas, fica a pergunta: porque o noticiante deixou de fora o Poder “paralelo”? Passou da hora de se fazer ecoar as “vozes roucas das ruas”, como diz o Vereador Henrique Gomes. Estas sim, até agora, caladas.”

Ruy Borba
"Porra! Buzianos! Sejam claros. Parem de tergiversar. Fale logo que é o Poder 'paralelo'. Assumam coragem. Não sejam obliquos. O notificante, que no caso deve ser o Jornal PH mensionou (sic) corajosamente os Poderes que interferem nos negócios que não são da sua atribuição. Seja corajoso vereador Messias Carvalho, e dê logo nome".