Publicidade 1

Publicidade 1

publicidade 2

publicidade 2

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Eles não aprendem!

Subsecretário do Ambiente, RJ, Luiz Firmino, foto G1
Em matéria confusa o jornalão O Globo de ontem (12) relaciona os projetos do governo do Estado para o tratamento de esgoto na Região dos Lagos. 

 No vídeo, aparecem o subsecretário de ambiente, Luiz Firmino, e o agente regional do INEA, Túlio, mas a reportagem informa que “agentes da secretaria estadual de Saúde” estiveram em Cabo Frio para “verificar a situação da estação de tratamento do Jardim Esperança (JE)”. Agentes de saúde verificando ETE? Até que seria bom! 
  
Parece que o governo estadual ainda não entendeu o que está acontecendo no país e em Búzios: o povo não aceita mais que decisões importantes para a sua vida sejam tomadas em gabinetes sem a sua participação. Os dirigentes estaduais da área ambiental- SEA e INEA- falam de projetos como se eles pudessem ser implementados na Região sem a mínima discussão com a população diretamente impactada. Limitam-se a discutir com os prefeitos a portas fechadas. Firmino fala em “acordos” com os prefeitos de Iguaba, São Pedro, Cabo Frio e Búzios.  Que acordo cara-pálida? Audiência Pública e Estudos de Impacto Ambiental (EIA-RIMA), pelo visto, não existem no vocabulário dessas “autoridades”.

Gastar 25 milhões de reais para a instalação de rede separativa em Búzios e nas áreas principais de Cabo Frio, São Pedro e Iguaba, e mais 15 milhões para ampliar em 30 hectares e tornar terciária a ETE do JE, tudo bem. Mas afirmar que o efluente resultante do tratamento terciário, por ser “água limpa e tratada”, poderá ser despejado no Rio Una é outra coisa. É preciso que se apresente estudo de impacto ambiental  provando que essa é a melhor alternativa e que nenhum dano será causado ao rio. Estudo que deve ser discutido em Audiência Pública. Pior ainda, se pensarem  em dar o mesmo destino para os efluentes dos tratamentos “terciários” (com quantos coliformes fecais?)  de esgotos de São Pedro da Aldeia e de Iguaba Grande.

http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2013/08/agentes-visitam-estacao-de-tratamento-de-esgoto-em-cabo-frio.html

Comentários no Facebook:

  • Maria Do Horto Moriconi A hora de muitos destes "famosos" está chegando... o povo não quer mais isto... O povo quer, ar limpo, água limpa, comida limpa, atividade econômica limpa e muita alegria e solidariedade.

  • Patricia Pardo cheirinho agradável

Comentários no Google:




Denise Morand

Compartilhada publicamente  -  12:39
Isso mesmo Professor Luiz! Queremos saber se essa quantidade de "água limpa" que seriam os efluentes das estações terciárias não vão causar erosão nas margens do rio, se essa quantidade de terra carregada para o mar não vai prejudicar tanto os peixes, tartarugas, toninhas, etc como também as algas que estão por lá e muitos outros detalhes. EIA-RIMA e Audiência Pública é o mínimo.