Logo do blog

Logo do blog

publicidade5

publicidade5

domingo, 30 de janeiro de 2011

A política PORNOGRÁFICA de Búzios

- "Com a entrada de um novo grupo na Câmara, vejo que a CORJA pode ser controlada" (Octávio Raja Gablagia, ex- secretário de planejamento e meio ambiente de Búzios, entrevista dada ao OPM, 7/1/2011). 

- Mirinho disse que não comentou no JPH a entrevista de Otavinho ao OPM porque "considerava irrelevante o conteúdo da mesma" (a CORJA também, prefeito?) e acrescentou que conhece dois Otavinhos: "Um, que quando está perto de mim tenta me agradar a qualquer custo, agindo como uma MERETRIZ e, outro, que é um preconceituoso, arrogante e extremamente prepopente" (Mirinho Braga, prefeito de Búzios, JPH, 29/1/2011).

- "Os royalties do petróleo na administração Mirinho Borba virou uma SURUBA... passa pra cá, passa pra lá". Mirinho faz um "governo escandaloso". Perdeu a presidência da câmara "devido às FALCATRUAS que estão fazendo dentro do governo, uma situação que pode levar a Polícia federal e acabar em prisão, porque o governo de Búzios é muito SUSPEITO" (Nani Mancini, ex-secretário de governo de Búzios, Interpress, 10/1/2011). 

- Joice não tem medo de cara feia nem de gestores FOFOQUEIROS. (Joice, vereadora de Búzios, OPM, 22/1/2011).

- O secretário Ruy Borba afirmou que "não tem medo de cara feia, e nem de TOUCA NINJA, ALGEMAS, arma de brinquedo igual a de verdade, etc, etc,etc... É coisa de FEITICHERIA (mistura de feiticeira com fetiche)" (citado na coluna observatório, JPH, 29/1/2011).

Tito Rosemberg não acertou só nas suas previsões sobre o futuro de Búzios. Também definiu corretamente a essência da política de Búzios. Como podemos ver, ela é pura PORNOGRAFIA.

Comentários:

O Curinga de Buzios disse...
 
Grande sacada Professor! Otima sua idéia de juntar essas frases de conteúdo "erótico" da política buziana.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Nani 2

Por incrível que pareça, em sua entrevista ao Jornal Interpress (10/01/2011), Nani se apresenta como um político moderno. Diz que Toninho tentou alcançar a modernidade mas acabou vencido pelos próprios limites- de um pescador humilde- e se rendeu à "política arcaica". Para ele, Mirinho- também  um  político arcaico- não tem nem capacidade para tentar. Seu governo representa um retrocesso de 50 anos.

Mesmo sem saber que modernidade é essa que Nani defende, parece que hoje ele concorda que nossos dois prefeitos, são farinha do mesmo saco, quando diz que Mirinho e Rui Borba estão fazendo pior, tudo o que criticavam no governo Toninho. Para ele, o governo Mirinho é o "governo dos amigos e do irmão" e tem o envolvimento com "muitas anomalias" de comerciantes amigos. Ora, o governo Toninho também era o governo da família e dos amigos, e dos amigos comerciantes, entre eles, o próprio Nani. Com anomalias?

É surpreendente como os representantes dos "discursos competentes" (só intelectual pode dar opinião), como Nani e Otavinho, tentam esquecer que participaram, e muito, do desgoverno Toninho Branco. Parece que Toninho desgovernou sozinho. A cara de pau é tanta que Nani chega a gritar (na entrevista): cadê a licitação do ônibus? cadê o concurso público? Ué, por que eles não fizeram a licitação dos transportes? Já deveria ter sido feita desde 1997. O concurso público, tentaram fazer no apagar das luzes, mas felizmente a justiça brecou. Aquilo era uma vergonha. Como vergonhosa é  a cara de pau de alertar que a folha de pagamento vai explodir. Ué, no governo Toninho quantas vezes a explodiram?

A farinha é tão do mesmo saco que até a perda da presidência da câmara é comum aos dois prefeitos. Nani atribui essa perda às "falcatruas" que estão fazendo dentro do governo. Não foi este um dos  motivos que fez Toninho(e seu grande articulador Nani) perder a presidência  em 2006.

Para finalizar, considerar João Carrilho (pai), Evandro, Genilson, Salviano, Otavinho, Dr André e ele próprio, se precisar (Oxalá, não precisemos), como políticos modernos, é  ter um conceito exdrúxulo de modernidade. E o "mentor", o "comandante" dessa modernidade é o "moderno" deputado Paulo Mello! Assim é demais, Nani. Não tem nada mais conservador e atrasado na política estadual do que Paulo Mello. A modernidade não combina em nada com assistencialismo, clientelismo, empreguismo, exclusão social e corrupção (não querendo dizer que os nomes acima a pratiquem).

Em Tempo: em sua entrevista Nani faz acusações graves à administração atual de Mirinho, tais como "governo escandaloso", "anomalias" no envolvimento de comerciantes amigos, "governo muito suspeito" e "falcatruas" que podem "acabar em prisão" pela Polícia Federal. O governo Mirinho vai dar uma resposta? Quem cala consente.

Ver: "Nani 1" 

321

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Mirinho derrotado 3

O prefeito Mirinho Braga está mostrando que não sabe perder. Dizer que o objetivo do G-5 é "gerar o caos e a desorganização" é demais. Em seguida, parte para a política rasteira- o águia política não voa mais- de acusações sem provas. Insinua que os vereadores que já foram de sua base (João, Joice e Nobre) queriam transformar o "governo num balcão de trocas" e que ele não admite isso. Mas em vez de dizer que trocas seriam essas- o que é obrigação sua como prefeito-, deixa no ar ameaças: "no momento oportuno os motivos de cada um virão à tona, e aí o eleitor saberá das razões da deserção" ( JPH, 22/01/2011). Deserção prefeito, essa é boa.

Em maio de 1999, o vereador Henrique DJ entrou com um pedido de criação de uma CPI para apurar possíveis irregularidades nos gastos e licitações das obras públicas. Foi derrotado por 5 a 3 (DJ, Marquinhos da Farmácia e Valmir da Rasa). Mesmo vitorioso Mirinho comentou o episódio, mostrando que ao longo desses anos todos não mudou muito. Para ele, o vereador DJ estaria "triste com a prefeitura, porque montou uma empresa- chamada Pilares- para tentar fazer obras da prefeitura", e não conseguiu. E, como agora, tome ameaça: "Nós temos informações precisas sobre o vereador, que não cabe divulgar agora- mas, na ocasião oportuna, eu chamo O Perú Molhado e digo, exatamente, o que eu sei." (OPM, 2ª quinzena de abril, 1999)

Ver: "Mirinho derrotado 1"
Ver: "Mirinho derrotado 2"
Ver: "Mirinho derrotado 4"
Ver: "Mirinho derrotado 5"
Ver: "Mirinho derrotado 6"

Comentários:

romero disse...
 
tudo continua igual, uma grande vergonha chega de inhos

320

Desgoverno IV

Tenho que repetir o post do dia 4 de janeiro. "Ano novo, vida nova. Não é que o governo, através da secretaria de serviços públicos, tampou os buracos da Marina ( ver post "Desgoverno II") com uma mistura de areia e pedra!". Agora, tacou cimento no buraco. É isso mesmo! "Parece brincadeira, mas a coisa é séria. Cadê a empresa que cuida das vias pavimentadas- a Construtora Zadar Ltda? Ela ganha R$ 593.717,34 por ano para  que? Alô vereadores, alô Ministério Público. O que eles estão fazendo com mais de meio milhão de reais do meu, do teu, do nosso dinheiro?"

Ver: "Desgoverno I"
Ver: "Desgoverno II"
Ver: "Desgoverno III"
Ver: "Desgoverno V"
Ver: "Virou bagunça 1"
Ver: "Virou bagunça 2"
Ver: "Virou bagunça 3"

319

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Cursos de Graduação nas Universidades de Cabo Frio

No site do MEC (www.emec.mec.gov.br/emec/consulta-cadastro) encontrei informações sobre todos os cursos presenciais de graduação das instituições de ensino superior (IES) existentes em Cabo Frio. Acredito que elas possam ser de grande utilidade tanto para aqueles que já estão na universidade quanto para os que iniciam agora a preparação para o vestibular de final de ano. Não levamos em consideração os cursos à distância que proliferam em abundância por estas plagas.

Ministrando cursos presenciais temos 5 universidades: Universidade Federal Fluminense (UFF), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense(IFF), Universidade Veiga de Almeida (UVA), Universidade Estácio de Sá (UNESA) e FERLAGOS. Segundo o Índice Geral de Cursos  Contínuo (IGCC) do MEC,  a melhor universidade das cinco citadas é a UFF com IGCC igual a 344. Em seguida, temos a UVA com 277, a UNESA com 199 e, em último lugar, a Ferlagos com índice 183. Todos os dados são de 2009. O IFF não tem avaliação ainda porque precisa formar a primeira turma para ganhar um índice. 

Além de avaliar as universidades, o MEC também avalia os cursos que elas ministram. Cada curso tem três índices: ENADE, CPC e CC. O ENADE é o resultado do Exame Nacional de Desempenho Escolar. O CPC é o conceito preliminar de curso. E o CC é o conceito de curso. Diferente do CPC, que é preliminar, o CC é um conceito permanente. Todos eles variam de 1 a 5, representando o péssimo, ruim, regular, bom e ótimo. 

No IFF- campus Cabo Frio- só temos um curso de nível superior: licenciatura em Ciências da Natureza. Como disse acima, este curso ainda não foi avaliado porque está sendo ministrado há pouco tempo. 

Curso com ENADE cinco (excelente) só temos um: bacharelado em Ciências Contábeis da UFF em Arraial do Cabo. É oferecido na cidade desde 3/3/2003. Atualmente é dado na Escola Municipal João Torres. O mesmo curso é ministrado pela UFF em Cabo Frio, na Escola Municipal Américo Vespúcio, mas com ENADE igual a 4.

Também podem ser considerados excelentes os cursos com CC igual a 5: Negócios Imobiliários, Psicologia e Serviço Social, todos dados pela UVA de Cabo Frio. 

Bons cursos (ENADE ou CC igual a 4) são: Educação Física, Enfermagem, Gestão Ambiental, História, Hotelaria, Jornalismo e Turismo da UVA ; Educação Física, Fisioterapia e Sistema de Informação da UNESA. 

Cursos regulares (ENADE ou CC igual a 3): Administração, Direito, Fisioterapia e Pedagogia da UVA ; Administração, Direito, Gestão de Turismo, Pedagogia da UNESA; Administração, Geografia, Letras, Letras-Espanhol, Letras-Inglês e Letras-Português da FERLAGOS. 

Cursos ruins (ENADE ou CC igual a 2): Ciência da Computação da UVA; Gestão de Recursos Humanos da UNESA; Administração de Empresas, Ciências, Ciências-Biologia e Ciências-Matemática da FERLAGOS.

Cursos sem avaliação: Engenharia Ambiental e Sanitária (iniciado em 9/2/2009), Engenharia de Produção (iniciado em 14/02/2008), Publicidade e Propaganda (iniciado em 5/3/2007) e Sistemas de Informação (iniciado em 6/3/2006) da UVA; Engenharia Ambiental e Sanitária (sem data de início), Engenharia de Petróleo (iniciado em 11/2/2008), Gestão Ambiental (iniciado em 14/02/2006), História (iniciado em 22/07/2010), Marketing (sem data de início), Petróleo e Gás (início em 8/8/2005), Produção Pesqueira (iniciado em 24/4/2006), Segurança no Trabalho (sem data de início) e Serviço Social (iniciado em 14/02/2005) da UNESA.

Ver: "Universidades da Região dos Lagos"

318

Nascer do sol na Praia de Baía Formosa


317

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Condomínio irregular quase pronto em frente ao shopping 5000

O condomínio (desarquitetado) acima parece que está sendo construído na marra. A obra foi embargada por duas vezes no  dia 14/07/2010,  recebeu quatro multas porque "estava sendo construído sem a devida licença", segundo a Coordenadora da Unidade de Urbanismo da Secretaria de Planejamento, Virgínia Hatsumi, e não obteve a autorização pelo fato do "condomínio ser de casas geminadas, o que foi abolido pela câmara municipal" (JPH, 15/07/2010), de acordo com o secretário de planejamento, Ruy Borba. Mesmo tendo sido ameaçado pelo secretário que seus equipamentos seriam apreendidos caso a construção não fosse paralisada de imediato, o proprietário José Egídio continuou a obra e não aconteceu absolutamente nada.

Dizem na cidade que o empresário só conseguiu construir o condomínio porque a empresa do irmão do prefeito foi contratada para a obra. 

Por causa disso teremos na cidade (coitada de Geribá) mais um pombal. A previsão é que a obra seja concluída em março deste ano. Serão 30 casas com 4 suítes cada uma.

Como está construindo ilegalmente, o empresário ergueu um muro monstruoso (para tirar a foto tive que levantar um menino) para esconder seu empreendimento durante a construção e não colocou placa de obra, apesar da lei assim exigir, para não informar o arquiteto/engenheiro responsável, a empresa construtora (do irmão do prefeito?) e que as casas são geminadas. 

Com a palavra o prefeito e a câmara de vereadores.

315

Boletim Oficial 2

Procurei o boletim oficial (BO) desta semana e não o encontrei nos lugares de sempre. Estive nos correios da Rasa e nada. Como a câmara de vereadores está em recesso tive que ir até a sede da prefeitura. Quando não acho o BO fico desconfiado. Já falei sobre isso em um post no blog antigo em maio do ano passado. O governo fornecia um link para ele no blog da prefeitura. Não se sabe porque o link foi retirado. Depois descobri um outro com o site do Diário Oficial do Estado. Também sumiram com este novo link. Tem algo estranho aí. Por que o governo não publica o BO em seu blog ou site?

De posse do último BO- nº 469- encontro uma errata muito estranha, que nem é citada como errata! Pretendia corrigir uma informação do BO 466 de 23/12/2010, referente ao "serviço de obra de pavimentação em paralelos das ruas Estrela do Mar, Cavalo Marinho e Maresias, no loteamento Enseada do Albatroz", que está sendo feito pela empresa Mutirão Serviços Gerais Ltda. O valor do serviço, que era de R$ 98.784,00, foi corrigido para R$ 307.012,01. Um erro de mais de 200%! E se levou quase um mês para percebe-lo! É muito estranho.


314

sábado, 15 de janeiro de 2011

Toda solidariedade aos desabrigados da Região Serrana

Postos de arrecadação para vítimas da chuva realizam plantão no fim de semana em Búzios
Publicado em janeiro 14, 2011 por comunicabuzios 
A Prefeitura iniciou nesta sexta-feira (14), a campanha de arrecadação de roupas e alimentos não perecíveis para os desabrigados de Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. Três postos de doações estão de plantão nesse fim de semana (sábado e domingo) em Búzios. Há  uma tenda na Praça Santos Dumont, no Centro da cidade e outra no estacionamento da Colônia dos Pescadores, em Manguinhos. Nas tendas, funcionários do gabinete do prefeito e guardas municipais se revezarão durante todo o dia para o recebimento dos donativos.  Além desses locais a prefeitura recebe doações também, somente no sábado, na secretaria de Finanças, que estará de plantão, neste dia, das 9h00 às 14h00 para expedir a guia do IPTU. A secretaria está localizada na sede da Prefeitura na Estrada da Usina, 600, Centro. A tenda do Centro da cidade permanecerá neste local por tempo indeterminado.
O prefeito Mirinho Braga lamenta a tragédia nas cidades da Região Serrana e convoca a população de Búzios para se unir a fim de conseguir a maior quantidade possível de doações para as pessoas atingidas pelos desastres ambientais nestas localidades.

Comentários:

José María Souza Costa disse...
 
Parabens pela postagem
Passei aqui lendo o que tem pra ler. E observando o que tem para observar. E Exaltando o que tem de ser Exaltado. Estou lhe desejando um Tempo de Harmonia e de muita Inspiração. Entendo ter um blogue Agradavel, muito bom e Interessante. Eu, também tenho um. Muito Simplório por sinal. E estou lhe Convidando a Visitá-lo e, mais. Se possivel Seguirmos juntos por eles. Estarei Muito Grato esperando por Você lá.
Abraços de verdade e, fique com DEUS

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Mirinho derrotado 2

Na sessão extraordinária de hoje o prefeito Mirinho Braga sofreu mais uma derrota na câmara de vereadores. O seu veto às emendas feitas pelos vereadores foi derrubado pelo G-5. Haviam boatos de que o prefeito teria cooptado um vereador do grupo, o que seria suficiente para manter o orçamento do jeito que o executivo queria. Derrotado na luta política, só resta ao prefeito o caminho judicial. Poderemos daqui pra frente ter que assistir à judicialização da relação executivo-legislativo, onde ambos os poderes não terão nada a ganhar.

O águia política perdeu as asas. Não voa mais. Ficou rasteiro na política. Isso é o que dá ser prefeito  a qualquer custo, loteando a prefeitura para forças políticas que não estão nem um pouco preocupadas com a cidade. A coisa fica ingovernável. Foi assim no governo anterior. Vimos no que deu.

312  

Fala Itajahy

O cinismo está imperando na vida política da cidade. O sujeito alvo de acusações graves à sua conduta e ao seu caráter faz de conta que nada daquilo é com ele, torcendo para que as coisas sejam rapidamente esquecidas. Foi assim com Jânio Mendes, o futuro deputado estadual da nossa região. O ex-prefeito Toninho Branco em entrevista, tempos atrás, a um semanário da cidade afirmou, em tom de pilhéria, que foi ele quem inventou o carro flex, referindo-se ao escândalo do alcool-combustível ocorrido em Cabo Frio. Jânio não disse uma palavra sobre o assunto.  
Agora foi a vez do nosso prefeito. O Sr Itajahy deu uma entrevista ao jornal O Peru Molhado, na semana passada, na qual faz acusações gravíssimas a ele. Passada uma semana, o nosso prefeito não disse um ai. Na entrevista, Itajahy afirmou "com toda certeza" que é a cidade que paga por todos os "luxos" de seu advogado pessoal, aquele que cuida de mantê-lo prefeito judicialmente. Entre esses luxos estariam "helicóptero, carros com motoristas, hotéis pagos, enfim, uma mordomia total".  
Tem mais. O Sr. Itajahy também disse que o nosso prefeito "tem mesmo é que voltar pra casa para ficar contando o (seu) dinheirinho".  
Tem mais ainda. O Sr. Itajahy  afirmou que para ser prefeito "tem que ser político e ladrão". 

Na sessão extraordinária da câmara de vereadores, realizada hoje, dos nove vereadores presentes, somente dois falaram sobre o assunto: Genilson e Lorram. O vereador Genilson disse que a casa legislativa tem que estar atenta em relação a uma denúncia como essa. Já o vereador Lorram tentou minimizar o fato dizendo que todos sabem como Itajahy é polêmico. Duas atitudes incompreensíveis, principalmente a do vereador que se diz de oposição. É tarefa do G-5, se o grupo é de oposição pra valer mesmo, convocar o senhor Itajahy para confirmar ou não o que disse. Descobrir quem é esse advogado citado e convocá-lo para depor. Com base nesses depoimentos, se for o caso, abrir um processo de impeachment do prefeito.     

O prefeito, pelo cargo que ocupa, tem o dever moral de vir a público para responder a estas acusações.

Comentários:

Marcia Bispo disse...
 
Do jeito que ando estressada e cansada do descaso dos governantes dessa cidade, bravei um palavrão aqui sozinha. Mas francamente heim? PQP!!! O que mais falta para essa criatura ganhar IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA?

Desordem no Mar

Frequento a praia da Ferradura há quase 10 anos. Fico sempre no quiosque do meu amigo Carlindo. É a minha praia preferida pela calmaria de suas águas. Dá pra levar a neta de 6 anos tranquilamente. Mas parece que o desgoverno que diz governar a cidade se instalou também no mar, tirando a minha paz com o lazer de minha neta.  Quando vi Jet ski por lá, fui pesquisar a legislação sobre o assunto. Descobri que tem uma lei- a 764- que dispõe sobre a regulamentação da exploração comercial de atividades náuticas (com escunas, táxis náuticos, pedalinhos, caiaques, banana-boats, jet skis, equipamentos de mergulho e similares)  na praias e no mar de Búzios.  Em seu artigo 9 a lei diz que “a exploração comercial de atividades náuticas com jet ski não poderá ser realizada nas praias de Geribá, Ferradura, Ferradurinha, Forno, Brava, João Fernandes, João Fernandinho, Tartaruga, Azeda, Azedinha e dos Ossos”. Sobram Tucuns e Canto. Só nessas duas praias podem ter Jet skis. Pouca gente sabe disso.

A lei também diz, no artigo 10, parágrafo 2º, que “não será permitido mais do que 2 (dois) exploradores” da atividade com banana-boat nas “praias do Município, ficando o Poder Executivo, através da Secretaria Municipal competente, a responsabilidade de organizar e fiscalizar os indivíduos devidamente autorizados”.  E não é que recentemente apareceu um terceiro (ver foto). É aquela velha teoria: naquele marzão sempre cabe mais um. Daqui a pouco, com esse argumento, vamos ter quatro, cinco ... 10. Por que não? Sempre tem alguém com necessidade que precisa trabalhar e coisa e tal...  e o ordenamento vai pras cucuias. Sempre foi assim , não é prefeito, secretário de ordem pública, secretário adjunto e vereadores autores (Lorram e Joãozinho) da lei?  Ainda mais se for parente de alguma autoridade, né? Grilado com isso, fui pesquisar. Cidade pequena, sabe como é que é, tudo se descobre. A dona do terceiro banana- boat  conseguiu autorização em novembro do ano passado. Por acaso (a natureza tem dessas coisas) ela é prima (em 2º grau) do Mirinho. Se não bastasse estar ilegal na atividade, o parentesco ainda lhe permite fazer concorrência desleal cobrando mais barato que os outros mais antigos.

310

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Desarquitetando a Rasa

Cruzeiro, Rasa





Marina, próximo ao despejo dos efluentes da ETE

Depois da Praça da Rasa, em direção ao Alto da Rasa
Lava Jato em construção

Igreja e seu puxadinho

Depois da Praça da Rasa, em direção ao Alto da Rasa

Cruzeiro, Rasa


Praça da Rasa





O atual "processo de desmonte" da Secretaria de Planejamento como "órgão competente" para a aplicação e fiscalização da legislação urbanística da cidade tem como principal consequência a "desmoralização do processo de construção em Búzios".


O resultado final de todo esse processo é o que vemos nas fotos: uma grande quantidade de "autoconstruções erguidas sem licenças". "O povo vai construindo à bangu, sem consultar arquitetos".


Por que isso acontece?


Será proposital?


Será mera incompetência?


Ou será coisa muito pior?


Desde já está claro que é um "desserviço à cidade e com sua vocação econômica".


(Helena Oestreich - IAB - Núcleo Búzios - O Perú Molhado, 23/12/2010).

Comentários:


Willy Caolho disse...
 
Durante as primeiras horas deste triste episódio que está sendo o desmoronamento de casas devido as fortes chuvas em Petrópolis, Teresópolis e Friburgo, vocês sabem qual foi a única forma de comunicação das rádios, TVs e jornais? Os blogs! Os blogs da região estavam fazendo atualizações assim que recebiam fotos, vídeos, depoimentos e quando seus próprios donos também , com as suas dificuldades, postavam! Pedidos de ajuda foram realizados a estão sendo atendidos graças a essa comunicação. Estou citando esse triste episódio, e, me solidarizando com as famílias da Região Serrana, e sei que todos vocês blogueiros também estão sentidos com essa situação, independente de orientação religiosa, moral ou política! Sería bom que, muitas pessoas que estão no poder, ou as que postulam o poder, dê um valor imenso a internet e aos blogs! Muitas surpresas acontecerão, principalmente para aqueles que não levam a sério essa ferramenta, ou procura, de todas as formas, calar os seus donos! Será inútil e, o tiro vai sair pela culatra! Saudações. Willy Caolho.

Novo portal da câmara de vereadores de Búzios



Felizmente uma boa notícia. O novo portal da câmara de vereadores já está no ar. Ainda não está completamente desenvolvido mas uma curta navegada por ele já nos mostra que teremos um site com todas as informações necessárias para o acompanhamento dos trabalhos legislativos. Além disso, ele permitirá uma grande interatividade entre a população e os vereadores. As sessões poderão ser acompanhadas ao vivo na TV Legislativa. Uma janela chamada Participação foi criada para receber denúncias. Todas as nossas leis poderão ser acessadas em um click.  
Bom trabalho do Dudu Torrely e Marcos Oliveira, donos da Measure, empresa que ganhou a licitação para a criação e manutenção do site. 

Comentários:

O Curinga de Buzios disse...
 
Grande iniciativa!
luiz do pt disse...
 
Valeu Curinga. Obrigado pela presença. Grande abraço... Luiz

Recomendada substituição de membro do Conselho de Meio Ambiente

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Cabo Frio, expediu recomendação ao Prefeito de Búzios, Delmires Oliveira Braga, para que substitua, no Conselho Municipal de Meio Ambiente, Ruy Ferreira Borba Filho, como medida de cumprimento do princípio da moralidade administrativa, paridade e autonomia do órgão.

Indicado pela Administração Pública Municipal, Borba Filho é Chefe de Gabinete de Planejamento, Orçamento e Gestão da Prefeitura, e também Presidente do Conselho Curador da Fundação Bem Te Vi, eleita como representante da sociedade civil organizada no CMMA.

A confusão entre Gestor/Presidente do Conselho Curador de entidade da sociedade civil eleita para integrar o Conselho Municipal e membro efetivo indicado pelo Prefeito é manifesto impedimento para continuidade no cargo, na avaliação da Promotora de Justiça Denise da Silva Vidal, autora da recomendação.

Um Inquérito Civil instaurado em 2009, a partir de representação encaminhada por entidades da sociedade civil organizada, comprovou que houve comprometimento da garantia de paridade, prevista em lei.

“A incompatibilidade indica ainda ofensa direta ao princípio da moralidade administrativa que em sua essência estabelece a observância obrigatória por aquele que exerce cargo público de valores específicos inerentes à natureza da relevante atividade, que impede a representação de interesses públicos e privados simultaneamente, e a defesa dos valores norteadores do sistema jurídico, ainda que dissonantes de sua visão pessoal”, sustenta a Promotora.

Uma das provas citadas na Recomendação é que, na eleição para a constituição do CMMA, Borba Filho assinou listas de presença em reuniões, assembleias e votações como representante da Fundação.

Outro fato citado na Recomendação é que, em todas as votações durante a elaboração do Regimento Interno, o conselheiro Kauê Alessy Torres, co-gestor da Fundação Bem Te Vi e representante da sociedade civil no CMMA, acompanhou o voto de Borba Filho. De acordo com o Estatuto Social da Fundação Bem Te Vi, Torres está subordinado a Borba Filho na gestão da entidade.

O MP requer a aplicação do artigo 3º, parágrafo 3º da Lei Municipal 741/2009, que diz que, em caso de impedimento verificado no decorrer do mandato, o responsável pela indicação, Prefeito ou entidade civil, deverá indicar novo membro efetivo e novo suplente para o CMMA.

Se, em 10 dias, a Prefeitura não cumprir a Recomendação, o MP vai demandar ao INEA a suspensão de um convênio firmado com o Município para descentralização de licenciamento ambiental no âmbito local, política pública que exige o adequado funcionamento do Conselho. O MPRJ estuda ainda o ajuizamento de ação civil pública no sentido de restaurar o equilíbrio e a paridade de representação no CMMA.

307

TJ-RJ mantém sigilo em IC do MP contra Fundação de Búzios

A atuação conjunta de Membros do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) garantiu, na noite de sexta-feira (17/12), uma decisão favorável à atuação do Parquet em Inquérito Civil que investiga a Fundação Bem Te Vi, sediada em Armação dos Búzios, por supostos atos fraudulentos.
Com o apoio de mais dois Promotores de Justiça e de uma Procuradora de Justiça, o Promotor em exercício na 2ª Promotoria de Justiça de Búzios, Vinicius Lameira Bernardo, obteve, no plantão noturno, a suspensão de liminar que autorizava a Fundação a ter acesso ao inquérito civil sigiloso no qual é investigada.
A Fundação Bem Te Vi é investigada pela Promotoria de Fundações do Rio de Janeiro, que decretou sigilo no procedimento. Diante da negativa ao pedido de vista dos autos, o diretor da entidade impetrou mandado de segurança junto à 1ª Vara de Armação dos Búzios, que, mesmo com parecer contrário do MPRJ, deferiu o pedido.
Ao tomar conhecimento da decisão, na manhã da última sexta-feira, o Promotor em exercício interpôs agravo de instrumento, com requerimento de concessão de efeito suspensivo, o que foi prontamente deferido pela Desembargadora Inês Trindade.
Na conclusão da petição de agravo, o Promotor contou com o auxílio operacional dos Promotores de Justiça Rodrigo de Figueiredo Guimarães (Promotoria de Fundações) e Vinicius Leal Cavalleiro (Coordenador do 6º Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva). Ao despachar junto à Desembargadora de plantão, Lameira foi acompanhado de Vinicius Cavaleiro e da Procuradora de Justiça Patricia Silveira. "Esta vitória reforça a importância da atuação colaborativa entre Membros do MP", afirmou Lameira.
Após o recesso forense, o agravo de instrumento será distribuído a uma das Câmaras Cíveis do TJ-RJ e, enquanto isso, o inquérito civil permanecerá tramitando em caráter sigiloso.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

As loucuras do arquiteto

A entrevista que o arquiteto Octávio Raja Gabaglia deu à repórter Dayane de "O Perú Molhado" (7/1/2011) revela que ele não está em seu juízo perfeito. Apesar da indignação com a situação atual de paralisia vivida pela cidade, Octavinho ainda acredita que Búzios possa voltar a ser o "paraíso" que era há 40 anos. Até aí nada demais. Eu também ainda creio que, apesar das dificuldades, Búzios possa encontrar um rumo.

A loucura aparece quando o arquiteto começa a falar do governo passado. Octavinho precisa, de qualquer forma, apagar da sua mente que participou dele como um figura de grande destaque. Era secretário de Planejamento e de Meio Ambiente, duas secretarias cobiçadíssimas tanto para o bem quanto para o mal. Em Búzios, muito mais para o mal. Deve ter considerado sua experiência no governo tão desastrosa que até mesmo o nome do ex-prefeito Toninho Branco se esforça para esquecer. Toninho é citado indiretamente como um dos  "últimos prefeitos". Como se não tivesse nada a ver com o governo dele, defende que precisamos sair da mesmice dos governos que tivemos. Realmente precisamos sair da mesmice. Mas para mim tem uma grande diferença: sair da mesmice é constituir um governo que não tenha nem Mirinho nem Toninho... nem Octavinho, nem Nani, nem Salviano, etc.

Outra loucura ocorre quando fala dos engarrafamentos. Para ele nenhum turista gosta de levar 2 horas para chegar ao Centro vindo de Manguinhos. Isso é fato. Mas afirmar que na sua Via Azul (com 1km e pouco) não tem engarrafamento é coisa de quem, realmente, não está no pleno gozo de suas faculdades mentais. 

Como narcisista e elitista, considera que os governantes precisam de berço (esplêndido), cultura e humildade. Humildade é coisa que o arquiteto nunca teve. Berço e cultura não são condições necessárias para se fazer um bom governo (aprovação do povo). O ex-presidente Lula é um bom exemplo recente, mesmo que não se concorde com o governo dele.

Finalmente, o arquiteto comete uma última loucura projetando nos outros aquilo que ele é. Afirma que Mirinho quando vira prefeitinho "acha que sabe tudo" e que os puxa-sacos de plantão o consideram um Deus. Pode-se dizer o mesmo de Octavinho: quando virou secretariozinho achou que sabia de tudo e não ouvia mais ninguém, principalmente o povo buziano. Não fica muito distante da "divindade" de Mirinho, pois chegou a afirmar na entrevista que será prefeito de Búzios quando quiser. Não basta a  vontade não, é preciso ter votos desse povo "cego, surdo, mudo, sem memória e que continua votando em analfabetos".

305

Incêndio criminoso na Baía Formosa

Por volta das 6 horas da tarde avistei este imenso incêndio na Baía Formosa bem próximo da entrada para o campo de golfe. Apesar do Corpo de Bombeiros estar a menos de 5 minutos do local, nenhum sinal deles. Presença do desgoverno, ou do governo dos concretadores da natureza, nem pensar. Este é o modus operandi da especulação imobiliária. É mais barato. E a impunidade está garantida. E Búzios... ladeira abaixo. 

1 comentários:

O Curinga de Buzios disse...
 
Passei pela queimada ontem. Duas colunas grossas de fumaça se elevavam no céu. Ao fim dod ai fui até a praia de Manguinhos e de lá podia -se ver a fumaça. O Pior que não é primeira vez que isso acontece virou mexeu alguém põe fogo nessa area - que dizem ser do Aike Batista- por motivos "misteriosos", não é a primeira vez.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Sinalização turística 1

Esse governo a cada dia se supera mais na incompetência. Uma cidade turística internacional não pode admitir que um idiota faça isso: pregar um aviso com a inscrição "PRAIA DA FERRADURA" em uma placa informativa de obra. A falta de sinalização na cidade é uma das maiores reclamações dos turistas estrangeiros, fato constatado quase todos os anos nos Estudos de Demanda Turística do Ministério do Turismo, mas fazer isso, ou deixar fazer, é sinal de que as coisas vão mal, mas muito mal mesmo. É o fim da picada!


303


Comentários:

reynaldo disse...
 
Melhorando a sinalização colocando placas bilingues e mapas. É o mínimo q se espera de uma cidade c/ fortíssimo potencial turístico.

Abraços.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Alien - o 8º Passageiro

A foto ao lado foi extraída do BO 468, de 05/01/2011. Resultado de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) com o MPF (Ministério Publico Federal), o governo construiu novos   quiosques padronizados  no Canto Esquerdo de Geribá. Os antigos comerciantes da praia- em número de sete (ver foto)- foram contemplados com o termo de permissão de uso. Mas não é que o governo, aproveitando o embalo da obra, em vez de construir sete, construiu um a mais. Quem será o oitavo passageiro? Dizem as más línguas que este quiosque foi colocado na mesa de negociação para a eleição da presidência da câmara. Mas a coisa desandou, Mirinho perdeu a eleição e o quiosque ficou sem dono. Ainda.

O MPF precisa fazer alguma coisa porque o TAC não foi cumprido pelo governo. Sete é sete e não oito. E o G-5, estranhamente, aprovou esse quiosque a mais. Será que o oitavo passageiro virá no ônibus espacial do G-5, para destruí-lo? Vamos aguardar o "Alien - o 8º Passageiro 2".

Ver: "Apareceu o Alien- o 8º Passageiro"

Comentários:

reynaldo disse...
 
Ou é muita malandragem ou muita incompetência. Veja só q prefeito doido e câmara maluca! Fazem um golaço de placa ordenando o espaço, entregam reformados os quiosques p/ os comerciantes locais, mas vão e constróem um oitavo quiosque. Completamente ilegal segundo o seu artigo. Vamos supor q o MP mande derrubar. O prefeito e os vereadores não têem q pagar o dinheiro gasto?
Como diz o Kid Morengueira. Malandro é malandro, mané é mané.
Quem será o oitavo passageiro? Aliás, como o artigo é do início do ano. O Allien já chegou?
Abraços.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Quatro Transatlânticos É Demais!

Um transatlântico incomoda muito a  gente.
Dois transatlânticos incomodam muito mais.
Três transatlânticos incomodam muito a gente.
Quatro transatlânticos incomodam muito mais.
Dia 30 de dezembro de 2010 Búzios recebeu quatro navios de uma só vez em um único píer, o Porto Veleiro. Segundo Sandro Peixoto, testemunha ocular,  “foi um pandemônio” (OPM, 30/12/2010). De acordo com o proprietário do Porto, senhor Cadu Bueno, essas paradas já estavam previstas no contrato que assinou com a empresa responsável pelos navios.
Assim que assumiu o governo, o senhor Mirinho Braga em entrevista à Revista Cidade, em janeiro de 2009, afirmou:  Eu acho que o governo permite ou não permite as coisas. Nós não podemos admitir a chegada de três transatlânticos ao mesmo tempo. Os navios são importantes para o comércio do Centro sim... Mas nós temos que ter regras. A primeira delas é dizer que três transatlânticos na orla Bardot, no mesmo dia, na mesma hora, não pode. Não vamos permitir, porque não cabe.”
Quem manda na cidade? Se o prefeito diz que não pode três navios, como é que o senhor Cadu assina contrato prevendo quatro?
Parece que quem manda no mar de Búzios é o senhor Cadu Bueno. Além de por no mar quantos navios quiser, até hoje- 4 meses após a paralisação da obra de expansão de seu cais- “o paliteiro de tubos cravados no solo de Búzios”, segundo as palavras do secretário Ruy Borba, continua lá, mesmo que o prefeito tenha exigido à época que “fossem de imediato retirados os tubos cravados no fundo do mar, até mesmo para não colocar em risco a segurança no local” (JPH, 10/09/2010). A exigência do prefeito entrou por um ouvido e saiu pelo outro.

Comentários:

Julio Medeiros disse...
 
Grande Companheiro!
Agora pergunto à você:
Quem causa dano maior ao meio ambiente. A ampliação do cais do Porto Veleiro ou os navios com sua hélices gigantescas em movimento?
E acrescento ainda:
Quatro navios incomodam e destroem o fundo do mar muitos mais.
luiz do pt disse...
 
Caro companheiro, me permita discordar de você. Já me manifestei aqui no blog contra a expansão do Porto Veleiro. Agora, quatro navios no Pier é desgoverno (falta de governo mesmo)... Um abração, Luiz.
O Curinga de Buzios disse...
 
Tanto uma ação quanto a outra é arbitraria. Quando vinha da Marina para o centro e avistei aqueles 4 monstros na beira da Armação, fiquei chocado. Uma loucura! E fica um esnobes dizendo que querem uma Búzios de elite e tralalá...

Ninguém está vendo que suicídio é essa quantidade de navios em aguas rasas, se movimentando...Ou se para agora ou se decreta o fim de Búzios como conhecemos- e olha que muito já se perdeu- abraços Luiz e Julio.
Janine Sobreira disse...
 
Imagino a cena...merecia uma foto.Já não basta o tráfego beirar o insuportável na época de feriados e férias...vixe...cidade sem sossego! Bjs!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Espaço Cultural Tom de Búzios


INAUGURAÇÃO DO ESPAÇO CULTURAL TOM DE BÚZIOS

    A Região dos Lagos ganha uma nova opção de lazer de arte e cultura, é o ESPAÇO CULTURAL TOM DE BÚZIOS.  Localizado num endereço bem sugestivo para os amantes da boa música, RUA TOM JOBIM, N. 57 - MANGUINHOS. O local oferece uma galeria de arte, bar, hospedagem ( se voce beber fique por lá mesmo, não dirija ! ) e um grande espaço ao ar livre para eventos como teatro, desfiles de moda e festas.

    O ESPAÇO CULTURAL TOM DE BÚZIOS será inaugurado no dia 29 de dezembro de 2010, quarta-feira, às 21 h, com algumas surpresas musicais e teatrais, e uma exposição coletiva com os artistas plásticos:

Adriana Di Macedo-
Adriana Nataloni -
Dora Portugal
Dyandreia Portugal
Fessal
Isabela do Valle
Jorge Cerqueira
Jurandyr
Lu Quadros
Marcos homem
Mauro Guedes
Nena Mello
Roberto Pessoa
Tiita
Valéria Vasconcellos -
    Os proprietários são dois artistas já bem conhecidos em Cabo Frio, onde moravam: Eveline do Valle, fonoaudióloga e professora de canto e Mauro Guedes, ator, músico e artista plástico. O Espaço também está à disposição para quem quizer organizar cursos. A partir de março já irão acontecer aulas de canto e de desenho.

   Contamos com a presença de todos e tragam seus amigos para uma noite agradável cercada de arte e beleza.

RUA TOM JOBIM, 57 - MANGUINHOS - BÚZIOS. É fácil chegar aqui. Entrando em Búzios passar pelo pórtico, fazer o retorno em frente a POLÍCIA MILITAR e entrar na primeira à direita, rua do posto ESSO. O Espaço Cultural Tom de Búzios, fica a 50 metros do posto. Saindo de Búzios é só entrar na rua do posto.

Abraços a todos,

 Eveline e Mauro.
 Quem quiser mais informações é só ligar para (22) 26230169 e (22) 99113361 e falar com Eveline ou Mauro.

Comentários:

SONIA MI disse...
 
Estive presente no dia da inauguração. Foi uma bela festa, com música, arte, poesia e muita emoção.
Sonia Medeiros Imamura

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Obra de arte 3


O autor da obra é conhecido como "Teco" e pode ser encontrado próximo ao "Castelo" ou na Praça Santos Dumont.

299

Licitação de transporte público II

Senhor prefeito, estes são os trabalhadores de Búzios. Se o senhor não os conhece, o blog faz o favor de  apresentá-los. Eu sei que é dificil para o senhor encontrar-se com trabalhadores no dia a dia, porque na prefeitura tem muita gente, mas trabalhador mesmo tem poucos.

Primeiro dia útil do ano, por volta das 6 (seis) da tarde/noite, começava a cair os primeiros pingos de chuva. Se o senhor andasse de ônibus/van de vez em quando, saberia que o abrigo que se vê na foto não protege nem 10 (dez) pessoas. E é uma raridade ponto de ônibus com abrigo, sabia disso, prefeito?

À espera do transporte, acomodados de qualquer jeito- não se faz isso com chefes/chefas  de família- , como o senhor pode ver, tem mais de 100 (cem) pessoas. A fila vai do Só Ofertas até o Cajaíba. O senhor sabe quanto tempo se espera uma van ou ônibus na hora do rush? Faça uma experiência: largue um pouco os puxa-sacos da prefeitura e vá pra lá. Mas vá com calma, pois a espera pode chegar a mais de 2 (duas) horas. Já imaginou o que é isso depois de um dia cansativo de trabalho? Isso acontece porque os ônibus/vans passam lotados. Isso acontece porque a prefeitura- o senhor- não fiscaliza as empresas/cooperativas de transporte, que fazem o que querem na cidade. A cidade tem prefeito, prefeito? Cadê a licitação, prefeito?

Ver: "Licitação de transporte publico 1"
Ver: "A Via Crucis Judicial da Licitação do Transporte Público de Armação dos Búzios"

298         

Desgoverno III

Ano novo, vida nova. Não é que o governo, através da secretaria de serviços públicos, tampou os buracos da Marina ( ver post "Desgoverno II") com uma mistura de areia e pedra! Parece brincadeira, mas a coisa é séria. Cadê a empresa que cuida das vias pavimentadas- a Construtora Zadar Ltda? Ela ganha R$ 593.717,34 por ano para  que? Alô vereadores, alô Ministério Público. O que eles estão fazendo com mais de meio milhão de reais do meu, do teu, do nosso dinheiro?





297

domingo, 2 de janeiro de 2011

Por falar em Festas

Temos duas leis que disciplinam a realização de festas na cidade. A lei 593, de 28/05/2007, de autoria do vereador Messias, que trata especificamente  de “Festas Rave” e a lei 458, de 11/11/2004, de autoria do vereador Henrique Gomes, que se refere à realização de shows, espetáculos e eventos privados nas praias e em suas orlas. Duas grandes aberrações!
A lei 593 foi feita com endereço certo: Festa Rave. O que por si só já é inconstitucional. Se a constituição federal garante a liberdade de reunião, manifestação e expressão, nenhuma lei pode proibir que a manifestação cultural Rave, ou qualquer outra, como por exemplo, Funk, seja proibida. Recentemente, deputados (Paulo Melo entre eles) da ALERJ que haviam criado uma lei proibindo o FUNK no Rio de Janeiro, reconheceram seus erros e voltaram atrás, revogando a lei. A lei do vereador Messias merece o mesmo destino. Uma coisa é obrigar que se cumpram os critérios (que já existem) para a realização das festas, visando não perturbar o sossego das pessoas, outra coisa é simplesmente proibir.
A lei do vereador evangélico Messias, feita com o pretexto de regulamentar tais eventos  (“Festas Rave”), na verdade foi concebida com a intenção de não se permitir que tais festas acontecessem  em nossa cidade. Na época, o vereador as qualificou como coisa do demônio. É, ainda tem gente que acredita nele. Como evangélico e legislador, retrocedendo até a Idade Média, resolveu criar uma legislação das trevas para incinerá-las em praça pública.
Ainda bem que estamos na democracia. Como dizia o grande Millor Fernandes, ser democrata é defender o direito de um vascaíno torcer pelo seu time no meio da torcida do flamengo. E vice-versa. Não gosto de Rave, nunca fui a uma, prefiro MPB, mas defendo o direito de que quem goste delas participe.   
No seu artigo 5º, parágrafo II, o legislador evangélico chega ao absurdo de estabelecer que eventos ao ar livre em estabelecimentos particulares não podem ser realizados em ZCVS, ZR, ZUT ou ZEE. De todas as zonas em que a cidade foi dividida pela nossa Lei do Uso do Solo, só restaram as zonas ZOC, ZC e ZE, onde as Raves poderiam ser realizadas e, mesmo assim, a um raio de três quilômetros de área predominantemente residencial. Ou seja, as Raves só poderão ser realizadas lá em... Cabo Frio. Ou no mar. Por falar em mar, já foram feitas algumas em transatlânticos. O vereador poderia incluir mais um parágrafo para proibi-las também em alto-mar. Para matar de vez a possibilidade de realização de qualquer festa do gênero, sabedor que elas duravam quase o dia inteiro, o obscurantismo do vereador o fez se arvorar no direito de estipular o horário máximo de duração delas: 8 (oito) horas (artigo 6º, parágrafo 1º).   
Bem que se poderia  aplicar o parágrafo VI do artigo 5 da lei do vereador evangélico aos eventos de final de ano do Pachá, Fishbone, Privilége, Insólito e do Breezes (show do Asa de Águia):  “o estabelecimento deverá possuir estacionamento, de maneira que não atrapalhe o fluxo de veículos nas vias públicas próximas ao local onde está situado”. Mas parece que estas empresas estão imunes às leis da cidade.
A lei 458, de 11/11/2004, de autoria do vereador Henrique Gomes, foi feita, depois que MIrinho perdeu a eleição de 2004, para impedir que se  realizassem  eventos nas praias, frutos de uma parceria do novo governo com uma grande empresa de telecomunicações. Ou seja, a lei foi feita como pura represália ao governo recém eleito pelo povo.
Diz ela em seu artigo primeiro que “fica estabelecida a proibição da realização de shows, espetáculos e eventos privados nas praias e em suas orlas, no Município de Armação dos Búzios”. Com isso, os eventos citados acima, também não poderiam ter sido realizados. O governo que os autorizou portanto prevaricou.
Se justificava a criação da lei com o objetivo de preservar a vegetação nativa. Mas seriam permitidos eventos que “não tenham fins lucrativos; não realizem propaganda de empresas privadas; sejam organizados diretamente pelo Poder Público Municipal; tenham caráter religioso”. Talvez, neste último caso, os fiéis flutuassem sobre a vegetação em um transe místico.
EM TEMPO: nada tenho contra a opção religiosa de ninguém. Agora, tenho tudo contra o obscurantismo, principalmente aquele que se fundamenta na religião. Ele já causou muito estrago para a humanidade.
296